9 de maio de 2019

Artesãs sergipanas participam da 12ª edição do Salão de Artesanato, em Brasília


A Cultura de Sergipe está presente na 12ª edição do Salão de Artesanato – Raízes Brasileiras, que acontece em Brasília, de 8 a 12 de maio, no Pátio Brasil Shopping. O evento conta com a participação de cerca de 1.000 artesãos de quase todos os estados do país. De Sergipe, artesãs de Ilha das Flores e Graccho Cardoso representam também, através das peças em exposição, os municípios de Pacatuba, Rosário do Catete, Santana do São Francisco, Itabaianinha, Frei Paulo, Lagarto e Divina Pastora; acompanhadas da equipe da coordenadoria do Artesanato da secretaria de Estado da Inclusão, da Assistência Social e do Trabalho (Seit).

O stand sergipano chama atenção pela riqueza dos produtos expostos. Entre a variedade de técnicas apresentadas, há peças em cerâmica, palha e madeira, além de bordados, crochê, e patchwork. Maria do Carmo Correa é uma das artesãs que participam do Salão. Ela cadastrou-se no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (SICAB) através da Seit, recebeu sua Carteira do Artesão e, desde então, passou a participar de feiras nacionais e locais, com o apoio do Programa Artesanato de Sergipe.

“Moro em Graccho Cardoso e, desde os meus oito anos de idade, trabalho com Ponto Cruz e Rendedê. Estou muito feliz por, mais uma vez, estar representando o meu estado em feiras nacionais”, destacou a artesã de 62 anos. A artesã Maria Fátima Ferreira, falou sobre a importância do apoio. “Participo de uma associação de pescadores, do povoado Bolivar, e estamos produzindo artesanato para tentar adquirir uma renda extra para as nossas pescadoras. Quero agradecer essa oportunidade dada pelo Governo do Estado de expor nosso trabalho aqui. Esperamos muito sucesso”, afirmou.

A profissão de artesão é regulamentada pela Lei nº 13.180, de 23 de outubro de 2015, que estabelece diretrizes para as políticas públicas de fomento à profissão, institui a carteira profissional para a categoria e autoriza o poder Executivo a dar apoio aos artesãos. Através do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB Sergipe), a Seit emite a Carteira Nacional do Artesão com validade de quatro anos, em todo o território nacional. Interessados devem ligar para (79) 3222-5942 para agendar a avaliação técnica.

Entre os benefícios do cadastramento, estão o acesso a incentivos fiscais, a participação em feiras de artesanatos estaduais e nacionais, além de oficinas e cursos. Em 2018, a SEIT apoiou a participação de artesãs sergipanas em grandes eventos. Segundo a coordenadora de Artesanato da Seit, Ana Rosa Tavares, é uma importante forma de fomento à geração de renda para a população que tem no Artesanato os eu meio de vida. “Esses eventos abrem canais de escoamento para a produção dos artesãos sergipanos. Geração de renda é nada menos que inclusão social”, concluiu Ana Rosa.